Tipos de colágeno: Quais são eles e para o que servem?

tipos de colageno

Quando o assunto é beleza, muitos clientes vão até a farmácia em busca de suplementos de colágeno. A proteína é famosa pelos benefícios para a pele, proporcionando firmeza e elasticidade. Entretanto, a variedade de tipos de colágeno é expressiva e podem atuar em diferentes partes do corpo.

É principalmente após os 30 anos que o corpo diminui sua produção natural de colágeno. De origem animal, a proteína está presente em tecidos conjuntivos, como cartilagens, ossos, tendões, dentes, veias, pele e também nos músculos e camada córnea dos olhos. Então, imagine quantas possibilidades os diferentes tipos de colágeno podem oferecer, certo?

Aliás, o colágeno representa entre 25 e 30% das proteínas presentes no corpo humano, sendo que cada tipo está em maior ou menor quantidade. Além de que cada tipo atua de maneira diferente. Vamos conhecer a seguir os tipos de colágeno, sua formação e como podem melhorar a saúde! Assim, perceberá uma infinidade de vantagens para oferecer aos seus clientes.

TIPO I

O mais abundante entre os tipos de colágeno, o tipo I é encontrado nos tendões, na cartilagem fibrosa, no tecido conjuntivo frouxo comum e no tecido conjuntivo denso. Este tipo forma fibrilas longas espessas que organizadas dão grande resistência aos tendões. Dessa maneira, proporciona suporte para a elasticidade da pele e melhora a saúde das juntas. Também é indicado para a saúde das unhas e cabelos.

TIPO II

O tipo II de colágeno é produzido pelos condrócitos e aparece na cartilagem hialina e na elástica. Sua forma é semelhante ao tipo I, mas possui menor diâmetro. Está presente nos olhos, cartilagem e discos intervertebrais. Assim, o tipo II é uma ótima solução para problemas nas cartilagens e articulações. Entre elas, a artrite, em que o colágeno tipo II ajuda na recomposição da cartilagem.

TIPO III

Também em formato fibrilar, o tipo III é o segundo mais abundante e é encontrado na pele, útero, vasos arteriais e intestinos. No entanto, esse tipo é o primeiro a diminuir sua produção natural no corpo, sendo seus benefícios notados por meio da suplementação.

COLÁGENO HIDROLISADO

O colágeno hidrolisado pode ser encontrado em três aspectos: pó, cápsula ou em forma líquida. A apresentação em é a mais popular por ter uma baixa umidade e assim, manter uma grande estabilidade da proteína (até 5 anos na embalagem).

Entre os tipos de colágeno, este, como já diz o nome, passa pelo processo de hidrólise. Assim, é quebrado em partículas pequenas, o que permite que seja absorvido rapidamente pelo corpo.

Existe uma grande procura pelo colágeno hidrolisado nas farmácias de manipulação, uma vez que melhora a aparência da pele. Além do efeito rejuvenescedor, a suplementação deste tipo de colágeno também traz benefícios para as cartilagens e ossos.

TIPOS DE COLÁGENO: APRESENTAÇÃO DOS PEPTÍDEOS BIOATIVOS

Neste aspecto, o colágeno é altamente hidrolisado e alcança os peptídeos do mesmo – um conjunto de aminoácidos. Sendo assim, este tipo, ou melhor, forma de apresentação, é a que possui maior facilidade de absorção por serem partículas ainda menores.

Portanto, estudos apoiam que o colágeno em formato de peptídeos tem seus benefícios potencializados. Em especial, para combater as rugas e manter a pele hidratada, dando um aspecto mais jovem para a pele. Outras vantagens também foram comprovadas como o fortalecimento de cartilagens e articulações, e até ajudar no ganho de massa magra.

Como vimos, o colágeno está presente em diversas partes do corpo e podem se apresentar em diversas versões. Aliás, o colágeno também pode atuar na melhoria da saúde dos pets, você sabia? Leia aqui neste artigo os benefícios do colágeno para os animais!

Referências: Natue e InfoEscola

Comentários no Facebook

topo