Como motivar os pacientes a seguirem o plano alimentar

plano alimentar

Muitos pacientes apresentam uma certa dificuldade em permanecer no plano alimentar indicado, seja por ansiedade ou pelo fato de terem uma rotina muito atribulada. São muitos os eventos sociais e festas pautados em comidas e bebidas. Esse cenário gera desmotivação, que também sofre influência da falta de resultados concretos.

No entanto, a prescrição do plano alimentar é uma ferramenta importante na consulta com o profissional de saúde. Ela tem como objetivo detalhar a maneira como o indivíduo deve se alimentar. Nele é importante constar informações relacionadas aos alimentos, aos horários e até às quantidades ideais, adequada ao perfil do paciente, a fim de atingir os resultados esperados.

Apesar dos esforços e de toda motivação necessários nessa situação, o profissional de saúde se questiona sobre qual é o melhor modo de fazer com que o paciente acompanhe o que foi proposto, evitando que ele se perca e não alcance os objetivos desejados. Veja nos tópicos abaixo, como motivar o paciente a seguir o plano alimentar proposto. Boa leitura!

Conheça seu paciente

Muitos profissionais têm dificuldade em manter seu paciente focado em seguir o plano alimentar. Sobretudo, apesar de ser um momento desafiador para o profissional de saúde, existem várias ações simples que podem ajudar nessa tarefa. Assim, elas ajudarão a deixar seus pacientes mais focados e trarão os resultados positivos alinhados ao objetivo proposto.

Primeiramente, vale lembrar que, além de fazer uma boa anamnese, é necessário que você saiba algumas peculiaridades do seu paciente. Por exemplo, as maiores dificuldades, o andamento da rotina, horários e principais incômodos. Ajudá-lo a combater os maus hábitos é decisivo para que ele seja uma pessoa determinada e responsável com a saúde.

Sabemos que muitas pessoas não conseguem realizar uma boa gestão de tempo, e se prejudicam constantemente no dia a dia com as demandas no trabalho ou nos compromissos e assuntos pessoais. Então, esse comportamento deve ser considerado na hora de decidir como auxiliar o paciente de uma maneira simples e prática.

Use a tecnologia ao seu favor

Com a transformação digital e a chegada de softwares nos mais variados segmentos de mercado, rotinas de trabalho foram modificadas de forma benéfica e ajudaram a promover uma melhor produtividade dentro de todas as áreas.

Por isso, é muito importante usar os recursos tecnológicos e aproveitar a internet para aprimorar seu relacionamento com os pacientes. É interessante investir em estratégias de marketing focadas nos canais de comunicação que apresentem uma facilidade no contato.

Por exemplo, com o e-mail, é possível criar um fluxo de nutrição focado em textos motivacionais e dicas que ajudem o usuário a ter disciplina ao seguir um plano alimentar. A produção de conteúdo não só ajuda a educar as pessoas e a melhorar sua relação com o público-alvo, ela aperfeiçoa sua presença digital e aumenta sua credibilidade.

Além disso, as redes sociais também têm sua importância na implantação das suas táticas. Afinal, todos querem acompanhar os posts de páginas que investem em materiais de qualidade, sejam eles em imagens ou vídeos. Portanto, organize uma campanha que tenha uma estratégia voltada para esse objetivo e contribua de uma maneira sutil na melhoria das pessoas.

Além dessas medidas, tenha um software ou aplicativo que ajude na montagem do seu plano e que seja de fácil visualização pelo seu paciente. Com ele em mãos, o tempo todo, é menos provável que ele siga alguma instrução erroneamente, ou se esqueça dos seus compromissos.

Traga expectativas realistas

É importante deixar claro para seu paciente que os resultados podem demorar a surgir, mas que a jornada é recompensadora. Mudar hábitos não é uma tarefa fácil e pode demandar certo tempo e determinação. Quando o paciente tem expectativas muito altas e não enxerga resultados, é bem possível que ele fique desmotivado.

Ao conhecer seu paciente, também torna-se possível estabelecer metas realistas adequadas ao perfil dele. Muitas pessoas ficam desmotivadas por sentirem que precisam abandonar seus gostos e estilo de vida. Mostre que não é necessário abrir mão de tudo e que é possível seguir o plano alimentar de uma maneira simples.

Estimule uma mudança no estilo de vida

Explique que as mudanças alimentares não devem ser somente para condicionamento físico e, sim, para a busca de uma vida melhor. Não são medidas temporárias, mas com o intuito de garantir a longevidade. Além disso, incentive seus pacientes a cozinhar. Colocar a mão na massa traz um novo estímulo e mostra exatamente o que ele consome. Isso contribui com que ele tenha total consciência dos nutrientes, calorias, entre outros.

Mostre quanto é vantajoso esse ato, desde a economia, ao levar marmitas feitas em casa para o almoço no trabalho, até a importância de utilizar alimentos frescos. É interessante mostrar as vantagens de sentir o sabor, mastigar devagar e evitar produtos industrializados.

Use o paciente como exemplo

É interessante que o profissional de saúde acompanhe a dieta de perto e sempre use o paciente como exemplo, na intenção de identificar os ganhos que ele obteve. Logo, ao ver o resultado conquistado, o paciente ficará instigado a conseguir mais e superar os desafios. Esse tipo de comportamento é muito importante no incentivo a seguir o plano alimentar.

Quando eles conhecem as medidas que impedem o aparecimento de doenças e proporcionam um bem-estar no dia a dia, com certeza, eles repensarão o comportamento e verão que a reeducação alimentar é algo que trará ótimas vantagens à saúde.

Além disso, procure vê-lo de forma empática e entenda as suas necessidades e dificuldades. Mostre quanto é imprescindível fazer exercícios e, também, cuidar da saúde mental. Essa medida humaniza o atendimento e faz com que o paciente tenha confiança em você. Seja presencial e virtualmente, o fortalecimento da relação traz benefícios mútuos.

Comemore as pequenas vitórias com seu paciente

Comemore as metas alcançadas, por menores que sejam. O elogio é incentivador e aumenta a autoestima, traz mais vontade e foco para bater cada vez mais metas e objetivos. Durante o atendimento ao paciente, seja atencioso e principalmente sincero. Uma conversa franca pode ser fundamental para evitar expectativas surreais.

Use as mudanças no corpo do paciente como um incentivo para que ele mantenha o foco. Mostre em números ou exemplos, como o corpo dele já mostra resultados entre uma consulta e outra.

Durante este artigo, você conheceu algumas dicas que ajudam o profissional de saúde a motivar pacientes a seguirem o plano alimentar. Seguindo essas dicas, você conseguirá ajudar essas pessoas de forma eficiente para que elas não se percam no caminho e possam atingir o objetivo desejado.

Gostou do conteúdo? Deixe um comentário com a sua opinião.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo