6 dicas para lidar com a inadimplência no consultório

inadimplência no consultório

A inadimplência pode afetar qualquer negócio negativamente, pois o pagamento não recebido pode prejudicar as transações financeiras. Para evitar o descontrole financeiro, é necessário saber como lidar com inadimplência no consultório.

Além disso, a falta de receita pode prejudicar todo o funcionamento do consultório, devido aos materiais  gastos e procedimentos realizados, além do tempo dispendido pelo profissional.

Outrossim, a falta de conhecimentos de administração na formação médica básica faz com que, lidar com os devedores, seja algo potencialmente difícil para o profissional de saúde. Para te ajudar, listamos algumas dicas. Confira!

Como lidar com a inadimplência no consultório

Inadimplência é um problema em todos os setores e deve ser administrado de maneira eficaz e inteligente. Cobrar os pacientes de suas dívidas não é uma tarefa agradável, mas necessária.

Existem várias estratégias que podem ser implantadas para diminuir ou até evitar as inadimplências no consultório. Veja algumas!

1. Elabore um contrato de serviço completo

A melhor forma de se proteger, tanto financeiramente quanto legalmente, é um contrato bem elaborado, assinado pelas duas partes. Nesse contrato você deve incluir cláusulas que descrevam o serviço realizado e o valor cobrado por eles, assim como políticas aplicáveis no caso de inadimplência, como multas ou outras ações. Com um contrato completo, ambas as partes estarão resguardadas se alguma delas descumprir alguma cláusula.

2. Ofereça variedade na forma de pagamento

Assim que demonstrar o plano de tratamento ou a consulta for agendada, informe também as opções de pagamento, para que o paciente possa se organizar e escolher a melhor forma. Aceitar cartões de crédito e débito pode ser uma tática efetiva na luta contra a inadimplência, além de garantir o recebimento, oferece facilidade para o paciente efetuar o pagamento.

3. Prepare a equipe

Lidar com inadimplência e realizar cobranças é uma tarefa difícil, então prepare sua equipe para realizar essa tarefa com cuidado, paciência, educação e firmeza. Ao mesmo tempo, respeitando os direitos do cliente. Delegue essa tarefa a quem possa ser firme, se impor com respeito e tato. O Código de Defesa do Consumidor determina que as cobranças devem ser sim realizadas, mas de forma humanizada, sem constranger ou humilhar o inadimplente.

4. Envie alertas para os pacientes

Assim como enviar alertas sobre os horários das consultas, crie o hábito de enviar alertas automáticos quando os clientes estão inadimplentes ou quando está próximo à data de vencimento do pagamento. Muitas vezes, a inadimplência acontece por esquecimento, isso evita esses casos.

5. Mantenha uma boa comunicação com seus pacientes

Estabelecer uma boa comunicação com os clientes pode ser uma tática essencial para evitar inadimplências. Use diversos canais de comunicação para estar presente, seja por e-mail, telefone ou mensagens. Manter um relacionamento próximo pode fazer com que os clientes ajam com mais tranquilidade, podendo ajudar na forma de como lidar com inadimplência.

6. Negocie

Uma boa forma de fazer com que seus pacientes liquidem suas dívidas é negociar, seja dando descontos, oferecendo maior prazo e formas diferenciadas de pagamento. Essa é uma maneira eficaz e que beneficia ambas as partes

Lembre-se de que o cliente tem direitos, mas também deveres.

Gostou das dicas? Então, compartilhe nas redes!

*Estas informações são direcionadas exclusivamente a profissionais prescritores

Referências: Dietwin, iClinic, Clínica nas Nuvens, Gestão da Clínica, Smile Cursos e TePe.

Comentários no Facebook

topo