Entenda a importância do fluxo de caixa para farmácias 

fluxo de caixa para farmácias

Oferecer produtos farmacêuticos de qualidade e garantir a saúde financeira do negócio, demandam conhecimentos sobre diferentes áreas. Não basta apenas a expertise de um farmacêutico, mas também a atuação de um empreendedor. Nesse sentido, o fluxo de caixa para farmácias é ponto essencial.

Ao lado de um planejamento sobre as maneiras de vender mais na farmácia e apresentar melhor o produto, a organização financeira também tem seu peso. O fluxo de caixa para farmácias é uma das principais ferramentas para controlar as finanças do negócio. Quer saber como otimizar essa gestão na prática? Continue a leitura!

O QUE É FLUXO DE CAIXA PARA FARMÁCIAS 

Trata-se do controle de todo o dinheiro que entra e sai da farmácia. Sendo assim, é a ferramenta que o gestor farmacêutico utiliza para saber qual é a balança financeira do negócio. Aliás, não se trata de suposições de quanto haverá nos próximos meses em caixa, mas a utilização de dados concretos para fazer as projeções.

Além disso, o fluxo de caixa para farmácias é um termômetro de como vão as finanças. Sejam elas diárias, semanais ou mensais, de acordo com o período que preferir analisar. Por isso, o monitoramento das entradas e saídas é essencial para planejar ações financeiras ou estratégias comerciais para a farmácia magistral.

TENHA TUDO REGISTRADO

Todos os pagamentos realizados na sua farmácia precisam passar pela contabilidade, e assim, pelo fluxo de caixa. Gastos fixos, pagamentos aos fornecedores, colaboradores, investimento e dívidas, são alguns dos elementos que jamais devem faltar nos apontamentos. Dessa maneira, realizar o fluxo de caixa permite ter todos esses valores registrados e guardados. Uma boa maneira de fazer esse trabalho é por meio de softwares farmacêuticos, entre eles, o dedicado à gestão financeira da farmácia.

TOME DECISÕES COM MAIS SEGURANÇA

Os dados colhidos ao implementar o fluxo de caixa para farmácias amplia a visão do gestor farmacêutico. Mas como? Essas informações permitem identificar a variação do lucro, despesas e o qual é o melhor momento para investir. Assim, o empreendedor pode planejar com mais segurança e confiança suas estratégias financeiras, assim como revisar e realizar mudanças para melhorar os processos.

MELHORE A GESTÃO DO ESTOQUE

Dois fatores codependentes para a saúde do negócio são a gestão de estoque farmacêutica e o fluxo de caixa. É imprescindível que ambos estejam em harmonia para que pedidos sejam cumpridos e entregues em dia para o cliente. Para isso, deve haver uma agenda prévia da quantidade de itens que serão pedidos aos fornecedores, datas de entrega e pagamentos em dia. 

FAÇA PREVISÕES FINANCEIRAS

O fluxo de caixa para farmácias também pode atuar de maneira a projetar saldos em pequenos prazos. No entanto, isso só é possível com a maior quantidade possível de detalhes: impostos, folha de pagamento, contas de água, luz, entre outros. Esses dados também devem estar livres de erros, o que demanda uma checagem obrigatória de tudo que é registrado. 

Assim, a farmácia consegue estimar como será o movimento financeiro nos próximos períodos. Com isso, sobra mais tempo para direcionar recursos onde for mais interessante e vantajoso. Estar mais atento às oportunidades de negócio e como a farmácia pode se proteger de possíveis momentos de crise no mercado.

Gostou deste artigo? Compartilhe-o em suas redes sociais!

Referências: Guia de Farmácia e InovaFarma

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Comentários no Facebook

topo