Fisioterapia Domiciliar: Por que e como desenvolver?

fisioterapia domiciliar

A fisioterapia domiciliar é uma aliada para que o paciente possa realizar sua reabilitação no conforto de sua casa. Esse tipo de atendimento gera muitas oportunidades, abrindo muitas portas para o fisioterapeuta.

Além disso, o tratamento possui também várias vantagens econômicas e clínicas. Beneficiam-se destas tanto o paciente que não terá que se deslocar de sua casa, como o profissional, já que esse processo de recuperação e reabilitação é mais rápido e se torna menos traumático.

Entenda aqui por que adotar essa prática!

Por que praticar a fisioterapia domiciliar?

O fisioterapeuta que faz o atendimento domiciliar tem habilidade para lidar com os pacientes no ambiente de suas casas. Por meio de estudo aprofundado do paciente e técnicas eficientes, o profissional consegue evitar a reintegração hospitalar, situação que pode ser estressante para muitos pacientes e que aumenta a possibilidade de contrair infecções hospitalares.

Apesar de a fisioterapia domiciliar ter todos os benefícios, muitas pessoas desconhecem esse ramo ou questionam os resultados por serem praticados no âmbito residencial. Por isso, cabe aos profissionais mostrarem estes benefícios para seus pacientes e se programar adequadamente para atender cada um deles.

Por ter ainda muitas pessoas que duvidam de que a fisioterapia domiciliar obtenha resultados melhores daqueles observados nas clínicas, o profissional que optar por esse campo tende a ter mais sucesso. Atualmente, as pessoas têm buscado cada vez mais a praticidade e o conforto, por conta disso os atendimentos à domicílio em qualquer ramo vem crescendo exponencialmente.

O profissional que optar por esse tipo de atendimento, além de conquistar a confiança dos pacientes, se desenvolve não só na fisioterapia, mas também na gestão de seu negócio e contato com o cliente.

Outro benefício é que o fisioterapeuta tem a oportunidade de indicar e orientar sobre exercícios e acessórios que podem ser realizados no dia-a-dia, orientando também a família para que auxiliem no tratamento, potencializando assim, os resultados.

Como colocar em prática a fisioterapia domiciliar?

Muitos profissionais não sabem por onde começar ao optar pela fisioterapia domiciliar. Existe uma série de etapas e dicas a serem seguidas para que o negócio seja bem-sucedido. Confira!

1. Avalie bem o local do atendimento

Analise a residência do cliente, verificando layout de móveis, pois podem haver exercícios que demandem espaço. Além disso, é preciso explicar todas as condições da prática ao paciente para que se adeque à rotina da casa.

2. Invista em recursos online

Para aumentar o número de clientes, opte por investir seu tempo em cursos online ao investir na Fisioterapia Domiciliar. A tecnologia está na palma de nossas mãos para nos ajudar e, divulgar seu trabalho nas redes sociais é uma ótima forma para conseguir novos clientes. Através dela é possível explicar mais sobre tratamentos, técnicas, ressaltar sua experiência profissional, falar um pouco de suas qualificações e etc.

3. Abuse do networking

Participe de grupos pela internet, participe de conferências e congressos e faça conexões entre os colegas de profissão. A máxima do “quem é vivo, sempre aparece” é muito importante no meio clínico.

4. Invista em um bom atendimento

Atender bem o cliente gera inúmeras indicações. Por isso, cabe ao fisioterapeuta tratar o paciente com educação, empatia, comprometimento e responsabilidade, desenvolvendo intervenções menos invasivas. Para os pacientes inconscientes ou acamados, o contato com a família e o esclarecimento do estado clínico do paciente é importantíssimo.

5. Organize o tempo

Faça um planejamento semanal, para que possa atender os pacientes com calma e também ter tempo para investir em divulgação, além de tempo para cuidar de sua própria saúde.

Gostou das nossas dicas? Aproveite e leia também: sobre anamnese assertiva.

Referências: Blog do Fisio, Papo de Fisio e Marques Contabilidade.

Comentários no Facebook

topo