Farmácia integrativa: a visão do profissional sobre o paciente

farmácia integrativa

Hoje, o farmacêutico é visto não apenas como um profissional que segue a prescrição médica, mas como alguém que pode fazer mais pela vida do paciente. Sobretudo, com a  adoção de terapias integrativas, melhorando de forma geral, o bem-estar do cliente. A saber, essa mudança de paradigma tem nome: farmácia integrativa.

Neste artigo, você conhecerá as características dessa nova visão, sua realidade no Brasil, e quais os benefícios podem ser percebidos na relação entre farmácia e cliente.

Continue a leitura e esclareça suas dúvidas!

O que é farmácia integrativa?

A farmácia integrativa é uma forma de atuação em que o farmacêutico, devidamente qualificado, pode atuar promovendo terapias integrativas, que sejam capazes de melhorar a qualidade de vida do paciente e da comunidade local.

Aliás, essa prática atua também na prevenção de inúmeras doenças e disfunções, de modo a melhorar a qualidade da sociedade.

É importante ressaltar, que a farmácia integrativa enquanto área de atuação, tem como maior influência a medicina integrativa. Dessa forma, reafirmando a importância da boa relação entre paciente e profissional de saúde, como algo fundamental para melhorar a qualidade de vida das pessoas, e do próprio sistema de saúde, seja ele privado ou público. Para complementar o tema, clique aqui e saiba como implementar o atendimento humanizado na sua farmácia.

Realidade da farmácia integrativa no Brasil

Por se tratar de uma área recentemente criada, ainda não se tem dados consistentes, para uma análise geral a respeito da realidade da farmácia integrativa no Brasil.

No entanto, o que se sabe, é que já existem cursos de especialização em farmácia integrativa e práticas integrativas, reconhecidas pelo Ministério de Educação, o que significa que é uma área em expansão.

A partir de uma análise geral a respeito da sociedade, é possível ter noção do caminho que essa prática está trilhando. A sociedade tem adotado procedimentos ou processos cada vez mais humanos e centrados, sobretudo, em objetivos capazes de garantir a melhoria da qualidade de vida das pessoas.

Foi assim na medicina integrativa e agora está acontecendo com a farmácia integrativa.

Benefícios da relação entre profissional de saúde e paciente

A farmácia integrativa pode garantir diversos benefícios na relação entre profissional de saúde e paciente. Conheça os principais:

– O paciente se sente mais acolhido e deixa de enxergar a farmácia apenas como um comércio;

– O farmacêutico pode acompanhar o tratamento do paciente, a partir do seu histórico de prescrições médicas;

– É possível intensificar as ações de prevenção de doenças endêmicas, de modo a garantir uma sociedade mais saudável. O farmacêutico é um dos poucos profissionais de saúde que está sempre em contato com a comunidade local. Por isso, conhece os problemas de saúde que ela enfrenta;

– O paciente pode ter a sua qualidade de vida melhorada, em virtude da atenção que pode ser dada pelo farmacêutico, em relação ao seu caso.

Como vimos, a farmácia integrativa é o futuro. As ações de saúde, de modo geral, tendem a ficar cada vez mais conectadas e humanas, visando o bem-estar e a qualidade de vida.

Compartilhe em suas redes sociais, para que outros colegas de profissão possam se inteirar do assunto.

Referências: Biomedicina Estética

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Comentários no Facebook

topo