Como escolher o excipiente farmacêutico adequado?

excipiente farmacêutico

Você sabe o que é excipiente farmacêutico? Entre as principais funções desse elemento, podemos destacar: a garantia no desempenho do manipulado, a segurança e a otimização do efeito terapêutico.

Dessa forma, hoje, o farmacêutico encontra diversas possibilidades para a fase de pré-formulação. Assim, o excipiente farmacêutico, quando bem usado, desempenha papel fundamental na qualidade no manipulado. Com isso, o profissional analisa — de acordo com o princípio ativo da fórmula — o melhor excipiente para assegurar estabilidade, biodisponibilidade, aceitabilidade e maior facilidade para a administração medicamentosa.

Ficou interessado? Continue a leitura e saiba como fazer a escolha do melhor excipiente farmacêutico!

A importância de selecionar o melhor excipiente

Escolher excipientes adequados para medicamentos e nutracêuticos é algo totalmente indiscutível. As funções desse elemento podem variar tanto quanto a sua relevância ou aplicação. Eles ainda podem garantir a estabilidade do produto, suas propriedades físicas, químicas e biológicas de insumos farmacêuticos.

Escolher o excipiente correto é fundamental para o sucesso de um processo terapêutico, bem como na agregação de credibilidade e qualidade de um produto manipulado. O grande desafio, portanto, é desenvolver misturas de excipientes simples e que, efetivamente, sejam capazes de receber medicamentos e nutracêuticos, especialmente quando se trata de ativos higroscópicos.

A escolha do melhor excipiente farmacêutico

Além de saber o que é excipiente e a sua importância, também é importante que você entenda os fatores que devem ser analisados na hora da implementação de um excipiente farmacêutico. Para melhorar o entendimento de cada um deles, separamos em tópicos. Confira!

Reatividade

Em casos muito específicos, o excipiente tem chances de representar a maior parte da forma farmacêutica em relação ao elemento do próprio produto. Dessa maneira, a reatividade do excipiente farmacêutico não pode ser descartada, mesmo que muito baixa. É preciso ter atenção aos fatores físico-químicos do ambiente, o que pode levar a reações indesejáveis, como a decomposição do fármaco ou a desestabilização da fórmula.

Integridade

Garantir a integridade, principalmente de ativos chamados higroscópicos, é fundamental para a eficácia do manipulado. Ademais, sua manipulação é crítica e exige a escolha de um excipiente que proteja o ativo, preservando a umidade longe das partículas. Além disso, como a maior parte é administrada oralmente, os excipientes farmacêuticos unem diversas utilidades em um só componente.

Problemas com farmacotécnicos

O farmacêutico também deve prestar atenção às fases finais, como armazenamento, acondicionamento e distribuição. A escolha do excipiente farmacêutico adequado deve proteger a fórmula de variações nas condições ambientais e de transporte. Dessa forma, o farmacêutico deve se basear nas características dos princípios ativos para fazer a melhor escolha.

Podemos exemplificar como um problema farmacotécnico comum, a embalagem que é usada nos manipulados. A escolha errada pode tornar a cápsula “melada” ou desestabilizar a fórmula, inutilizando-a. Se essa for higroscópica, ao menor contato com a umidade, a fórmula manipulada deteriora-se.

Esses dois problemas são os maiores motivos para as devoluções nas farmácias de manipulação e merecem total atenção. Portanto, se torna fundamental prevenir gastos desnecessários e que o cliente tenha uma má experiência com a sua farmácia.

Por isso, sempre procure se antecipar a possíveis problemas do seu cliente e planeje estratégias de contenção de danos. Use excipientes que garantam a qualidade do seu manipulado e, caso ocorra algum problema, tenha um planejamento estratégico que diminua os impactos no relacionamento entre a farmácia e o cliente.

Muito mais que saber o que é excipiente é ter um cuidado redobrado na hora de aplicar esse elemento. Tentativas equivocadas de inovar podem ter consequências graves para a saúde dos seus pacientes. A redução de custos nesse processo é possível, entretanto, ela deve ser feita com base em planejamento e usando elementos tecnológicos que garantam a qualidade dos seus excipientes, sem adicionar um custo extra aos seus produtos. Isso é possível e em outro tópico deste conteúdo você descobrirá como.

O valor de um bom excipiente farmacêutico para o cliente

Para fazer uma escolha acertada, é importante também seguir o Sistema de Classificação Biofarmacêutico. Contudo, apesar de essa ser uma ferramenta importante, não deve ser determinante na escolha do excipiente. Portanto, não é o único fator considerado pelo farmacêutico na fase de pré-produção.

Como vimos, é essencial a pesquisa na fase anterior à formulação, para escolher o excipiente farmacêutico que melhor se comporta com o ativo do manipulado. Esse processo evita que sejam devolvidos produtos, garante a eficácia, cria diferenciais competitivos para a farmácia e otimiza a atuação da fórmula. Afinal, promove o mercado farmacêutico na melhoria da saúde e vida dos pacientes.

Investimento em novas tecnologias

Diante de crises econômicas, é preciso se adaptar e implementar soluções inovadoras para o mercado e o cliente. Dessa forma, a farmácia deve continuar a seguir padrões de segurança, mas usar novas tecnologias que possam melhorar a performance da sua gestão financeira. Ou seja, fazer mais e melhor economizando recursos. Entretanto, como isso pode ser feito?

Essa é uma dúvida muito frequente na mente de proprietários desse tipo de negócio. Afinal, os custos de uma farmácia estão totalmente relacionados à qualidade de seus produtos. Nesse sentido, reduzir esses gastos de forma deliberada e sem um planejamento específico pode acarretar uma queda na qualidade e, principalmente, na quantidade de produção, refletindo negativamente nas vendas.

Por outro lado, há diversas opções para diminuir os custos de produção de um manipulado sem prejudicar a qualidade ou capacidade produtiva do seu negócio. Entre eles, tecnologias que permitem a economia de um insumo para produzir fórmulas ou o uso de bases galênicas.

Assim como a combinação estratégica de matérias-primas com excipientes que garantam ao máximo a integridade do produto farmacêutico. Reforçar esse estágio da produção pode diminuir as chances de devolução de produtos e aumentar a satisfação dos clientes.

Que tal conhecer um excipiente que une todos esses benefícios? Confira abaixo!

As vantagens de um bom excipiente farmacêutico

Diante desse cenário, apresentamos o PROSOLV® EASYtab SP, excipiente co-processado de alta funcionalidade para soluções higroscópicas, que já é um sucesso em grandes indústrias do segmento farmacêutico e de suplementos. Suas funcionalidades são:

  • aglutinante, usando celulose microcristalina;
  • deslizante, com dióxido de silício coloidal;
  • superdesintegrante, com glicolato amido sódico e;
  • lubrificante, usando estearil fumarato de sódio.

Esses elementos conferem um equilíbrio perfeito ao fluxo, à compactação, à lubrificação e até mesmo à uniformidade do conteúdo para as formulações que têm liberação imediata, bem como processos de compressão eficientes. Além disso, garante ao higroscópico alta estabilidade e requer uma concentração de uso menor em comparação aos excipientes tradicionais. É a solução definitiva para seus insumos higroscópicos!

Aliás, esse excipiente também promove a boa fluidez e facilita o processo de encapsulação. Melhora a uniformidade do conteúdo, até mesmo de drogas de doses baixas, tem alto fluxo, baixa a friabilidade e confere o equilíbrio perfeito para a formulação. Sem dizer que PROSOLV® EASYtab SP é uma tecnologia pronta para uso. Por último, podemos dizer que todos esses benefícios geram mais economia no momento de verificação total dos custos. Entenda melhor a seguir!

Economia e maior probabilidade de vendas

Com PROSOLV® EASYtab SP, a farmácia é capaz de melhorar a estabilização de substâncias altamente higroscópicas e, finalmente, ter uma opção eficiente que garante a qualidade para seus manipulados, evitando devoluções dos clientes e perdas de produtos no estoque.

A facilidade e a praticidade de usar esse excipiente é uma vantagem para a farmácia, que sai na frente da concorrência ao poder oferecer cápsulas menores e mais estabilidade da fórmula manipulada, conferindo mais credibilidade e facilidade de adesão ao tratamento.

O resultado disso é muito simples de ser observado. Ou seja, a criação de um diferencial competitivo, consequentemente, maior probabilidade de vendas, além da economia gerada usando um excipiente de qualidade.

Versatilidade no uso

Outro ponto que merece destaque é a versatilidade no uso desse excipiente. Por exemplo, utiliza-se o mesmo para formulações de uso humano e, até mesmo, veterinário. Afinal, ele é capaz de atender formulações orais que veiculam insumos higroscópicos, ideal para o tratamento desses elementos ou de outras substâncias de baixo índice de diluição geométrica.

Sabendo o que é excipiente e como aplicar esse elemento em suas formulações, você terá maiores chances de preservar a qualidade e a eficiência dos seus produtos. Portanto, vale a pena conhecer um pouco mais sobre o PROSOLV® EASYtab SP e como levá-lo para sua farmácia.

Se ficou interessado para saber mais sobre esse excipiente, entre em contato conosco. Um de nossos especialistas o atenderá e mostrará mais detalhes dessa solução incrível e definitiva para sua farmácia.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo