Entenda a relação entre estresse e isolamento social

estresse e isolamento social

De uma maneira ou outra, todos nós fomos afetados pela pandemia do novo coronavírus. Essa situação excepcional levantou um desafio para muita gente: somente sair quando necessário e, nos comércios de produtos de necessidades básicas, manter uma distância mínima de 2 metros de outra pessoa. Para algumas faixas etárias, como os idosos, essa situação pode ser mais complicada. Nesse caso, o estresse e isolamento social podem causar ainda mais prejuízos psíquicos.

No entanto, é preciso entender que o estresse é uma resposta natural do organismo, principalmente em tempos como este. Ao lado do estresse, também podem ocorrer episódios de ansiedade, já que a expectativa pelo futuro é uma constante. A forma como lidar com a situação varia muito, afinal, cada pessoa possui aparelhos psíquicos únicos e diferentes mecanismos para enfrentar essa condição.

Por isso, é fundamental entender como estresse e isolamento social são elementos que fazem parte deste momento de excepção. Assim, será mais fácil enfrentar os incômodos causados por essa situação nova e também uma maneira de se comunicar melhor consigo mesmo e os outros. Continue a leitura para compreender melhor!

ESTRESSE E ISOLAMENTO SOCIAL: CAUSAS

Não há dúvidas que o isolamento social é uma novidade para muita gente e, assim, um desafio. A alta taxa de transmissão da COVID-19 tornou o distanciamento uma técnica de enfrentamento essencial para diminuir os casos da doença e as mortes. É até algo para se refletir, para salvar vidas, devemos nos distanciar. Essa situação também exigiu que diferentes aspectos das nossas vidas se adaptassem: os estudos, o trabalho, a própria higiene, entre outros.

Sendo assim, essa mudança brusca na forma como boa parte da população vive, afeta também a saúde mental dos indivíduos. O estresse é fruto desse distanciamento de amigos, parceiros e família. Gera também medo, não só pela incerteza da própria saúde, mas também dos próximos. Então, podemos dizer que os sintomas do estresse são normais, mas podem ser minimizado com algumas dicas. 

Abaixo você confere maneiras de ter mais qualidade de vida e bem estar durante este momento.

CUIDADO COM A QUANTIDADE E QUALIDADE DAS INFORMAÇÕES CONSUMIDAS

A quantidade de dados e informações produzidas pela geração atual é exorbitante. Por todo os lados e por meio de diferentes tipos de mídias, somos cercados por notícias. Mas, durante o isolamento social, o estresse pode ser mais intenso diante dos fatores já citados acima, e ainda com as más notícias. Por isso, nossa dica aqui é preferir determinados horários para se informar. Assim como, fontes confiáveis e que possuam credibilidade. 

Dessa forma, você se mantém atualizado sobre os cuidados que deve ter e maneiras de proteger-se. Além de desviar das fake news ou informações que sejam exageradas – que no final, só servem para gerar mais preocupações.

BUSQUE MANTER UMA ROTINA

Se você pode trabalhar em formato remoto, gosta de fazer exercícios, ler ou assistir séries, essa é uma forma de manter um tipo de rotina. É momento para adaptar seu dia a dia, se alimentar bem e ter uma boa noite de sono. Assim, você consegue manter atividades diárias e diminui as chances de recorrer aos maus hábitos, como compulsão alimentar, alcoolismo e tabagismo.

ATENTE-SE ÀS CRIANÇAS E IDOSOS

Se você mora com pequenos e pessoas da terceira idade, é necessário muito cuidado. Todos devem seguir as orientações médicas de higiene para que fiquem protegidos. Nesse caso, a saúde deve ser prioridade, e se o níveis de estresse forem altos, é possível encontrar soluções farmacêuticas naturais. Como é o caso de Zembrin, que combate o estresse, a ansiedade, a compulsão alimentar associada ao estresse, a insônia e melhora a qualidade de vida.

Além disso, é uma oportunidade para incentivar que eles possam se expressar, sintam que possuem apoio familiar e estejam conscientes sobre tudo que está acontecendo. Claro, cada um na sua linguagem e com os devidos cuidados, o mais importante é criar uma rede de apoio com essas pessoas.

MANTENHA CONTATO COM AMIGOS

Hoje, temos inúmeras maneiras de manter o contato com nossos amigos. Uma boa e velha ligação telefônica pode ser melhorada com uma chamada de vídeo, aplicativos para ver filmes juntos, interações nas redes sociais, entre outras formas. Assim, você mantém o contato com as pessoas que ama e compartilha bons momentos. 

Essas dicas são maneiras simples de enfrentar o estresse e isolamento social. Mas, lembre-se que não há regras, a prioridade é você e suas necessidades. Não se cobre muito, nem se proponha objetivos inalcançáveis. Aproveite para fazer o que gosta.

O estresse também pode diminuir a imunidade, entenda como isso funciona clicando aqui! 

Referências: Grupo LeForte e Summit Saúde

Comentários no Facebook

topo