Estratégias para emagrecimento: conheça as principais

Emagrecimento

Assuntos relacionados ao emagrecimento costumam ganhar bastante espaço na mídia, afinal, além de a obesidade ser um problema mundial, também é o sonho de muita gente ter um corpo bonito e saudável. A parte boa é que sempre há a possibilidade de ajudar alguém da forma correta, e a parte ruim é que muita gente escolhe uma receita de internet e pode se prejudicar.

Preparamos um material com as principais estratégias de emagrecimento e demais informações buscadas sobre o tema no ambiente virtual, assim como suas principais características. Desta forma, será possível ajudar seus pacientes de forma mais estruturada, garantindo seus resultados.

Perder peso é diferente de perder gordura

É um dos primeiros conceitos que precisa ser desmistificado: não há uma relação direta entre perda de peso e perda de gordura. O que acontece é que muitas pessoas buscam soluções milagrosas, que prometem eliminar de 3 a 5 kg por semana, o que pode ser possível, mas envolvem apenas líquidos e massa magra.

Instrua seus pacientes sobre como funcionam os estoques de energia no organismo. A perda da massa adiposa está relacionada à combinação de acompanhamento nutricional com o gasto energético, ou seja, alimentação deve ser combinada com a prática de exercícios físicos.

Soluções farmacêuticas para emagrecimento

A forma como as informações são transmitidas em anúncios e até em algumas matérias reforça que a solução para o sobrepeso pode vir de forma rápida. Porém, há sim medicamentos que podem auxiliar o processo saudável de emagrecimento, como os termogênicos. Eles de fato proporcionam um aumento na queima de gordura corporal, pois fazem com que o metabolismo fique mais ativo, o que consome mais energia.

Porém, enquanto prescritor, é muito importante alertar aos pacientes os efeitos que medicamentos desse tipo podem causar. Diversos estudos mostram o quanto o efeito sanfona, e até mesmo o desenvolvimento de transtornos compulsivos, é comum entre pacientes que se medicam sem acompanhamento profissional.

Emagrecedores naturais

Também é comum encontrarmos nas farmácias algumas soluções, substâncias naturais às quais os paciente tem acesso sem qualquer tipo de prescrição médica. Conhecer essas soluções pode ser um diferencial para o seu atendimento, complementando o rol de soluções para atender os mais diferentes tipos de pacientes. Veja alguns exemplos:

  • Quitosana: fibra natural não absorvida pelo organismo cuja principal função é absorver gordura do organismo e eliminá-la;
  • Faseolamina: originária do feijão branco, ela limita a absorção de amido dos carboidratos, ajudando a evitar gorduras localizadas;
  • Cordia Ecalyculata: suas cápsulas condensam substâncias de uma planta brasileira que age no sistema nervoso, suprimindo a fome. Tem efeito diurético e possui um ácido chamado de alantóico, que também auxilia na queima da gordura localizada;
  • Agar agar: é um hidrocoloide extraído de uma alga ao qual são atribuídos diversos benefícios, dentre eles a capacidade de eliminar gorduras e reduzir os níveis de colesterol.

Principais estratégias de emagrecimento

Agora que seu paciente já sabe a importância de combinar exercícios físicos com medicamentos, mesmo que sejam nutracêuticos, é hora de entender qual é seu estilo de vida, hábitos e gostos, para ajudá-lo a construir a melhor estratégia de emagrecimento.

  • Dietas a base de suco detox: embora pareçam muito eficazes devido à alta taxa perda de peso inicial, a probabilidade de ganhar peso novamente é muito grande; além disso, é uma dieta muito restritiva, podendo deixar seu corpo deficitário em diversos nutrientes.
  • Jejum intermitente: é eficaz em manter a massa magra, mas é uma dieta muito difícil de manter. Além disso, estudos demonstram que não adianta fazer o jejum intermitente sem diminuir a quantidade de calorias ingeridas se o objetivo é perder peso.
  • Dieta paleolítica: consiste no que chamamos de “comer bicho e planta”, recorrendo o mínimo possível a alimentos industrializados, remontando a base alimentar de nossos ancestrais. Muitas vezes tem um objetivo maior do que só emagrecer, e é de fato eficaz para perda de peso, desde que a quantidade de calorias seja equilibrada.
  • Treino de alta intensidade: muito comum hoje em dia e sim, também pode ser eficaz. Porém, também depende de acompanhamento nutricional e também de um educador físico, pois pessoas com obesidade podem não ser o público ideal para esforços físicos intensos, muitas vezes uma solução gradativa é mais indicada.

O importante, é que o prescritor saiba é que independentemente dos medicamentos e da estratégia envolvida, a adesão do paciente é o mais importante. Por isso é tão fundamental estar atento e buscar sempre compreender novas soluções, garantindo um atendimento esclarecedor e uma prescrição de qualidade.

Quer receber dicas semanalmente? Inscreva-se!

Referências: Rodolfo Peres / Felipe Almeida

Comentários no Facebook

topo