5 dicas para se observar na hora de escolher insumos farmacêuticos

escolher insumos farmacêuticos

Os insumos farmacêuticos viabilizam a eficácia dos medicamentos. Dessa maneira, a matéria-prima e sua aquisição são fatores decisivos na qualidade da solução farmacêutica. O que aponta a etapa de escolher insumos farmacêuticos como prioridade na farmácias magistrais. A sua farmácia cumpre corretamente todos os procedimentos dessa escolha?

Esse é um tema que exige cuidado técnico e conhecimento na manipulação pela equipe farmacêutica. Afinal, fazer uma escolha assertiva dos insumos também afeta outros processos da farmácia, como produção e estoque. Assim como garante a segurança do medicamento para o paciente.

Dessa forma, cumprir com todas as especificidades no processo de aquisição dos insumos exige diversos fatores. Sendo os quesitos legais um dos mais importantes e que está presente em todas as etapas. Então, conheça a seguir como escolher os insumos farmacêuticos para sua farmácia!

ANÁLISE DA MATÉRIA-PRIMA

É papel do farmacêutico verificar os certificados de origem das matérias-prima, assim como os laudos de análise. No recebimento, elas devem ser identificadas, armazenadas, colocadas em quarentena, amostradas, analisada de acordo com suas especificações e rotuladas.

Na rotulação, certas informações não podem ficar de fora:

  • nome do fornecedor;
  • endereço e telefone;
  • CNPJ;
  • nome do insumo farmacêutico (DCB, DCI E CAS)
  • em caso de matéria-prima vegetal, indicar nome popular, científico e parte da planta utilizada;
  • quantidade e sua unidade de medida;
  • número de lote;
  • data de fabricação;
  • prazo de validade;
  • condições de armazenamento;
  • se for o caso, data de fracionamento do insumo;
  • nome do Responsável Técnico e seu registro profissional;
  • origem, indicação do fabricante

Também vale lembrar que é essencial fazer uma inspeção na integridade e limpeza da embalagem no ato do recebimento. E claro, que pedido e nota de entrega coincidam.

ARMAZENAMENTO

É ideal que a farmácia tenha um espaço adequado para armazenar seus insumos. Além de que a identificação dos insumos seja feita de maneira organizada e padronizada. Dessa maneira, a farmácia garante que a qualidade do produtos será preservada seguindo as indicações do fornecedor.

ESCOLHER INSUMOS FARMACÊUTICOS: OS FORNECEDORES

Conhecer a reputação, analisar documentação, armazenamento e condições de fracionamento são pontos essenciais na hora de selecionar um fornecedor. Além dele ter a capacidade técnica de fornecer para sua farmácia o que precisa, o fornecedor também deve seguir as regras de base legal. Principalmente as regulamentações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Caso o fornecedor não cumpra algum quesito, descarte-o da sua lista no processo de escolher insumos farmacêuticos. 

Além disso, escolha um fornecedor que esteja antenado nas últimas novidades em soluções farmacêuticas. Assim, você tem em seu catálogo de produtos os itens que mais estão sendo procurados e se destaca da concorrência e ainda ganha pontos com seus clientes.

ROTULAÇÃO E ESCOLHA DA EMBALAGEM

Após a manipulação, a solução farmacêutica deve estar corretamente rotulada e na embalagem adequada. Além de proteger o manipulado, a embalagem conserva as propriedades da solução, garantindo sua eficácia. Não se deve esquecer de indicar na rotulação o prazo de validade da solução. Ademais, outras informações importantes acerca da medicação devem estar inseridas no rótulo.

PLANEJAR O ESTOQUE

O processo de estocagem deve se basear nos históricos de entrada e saída de insumos dos últimos anos. Assim como se deve levar em conta os hábitos e tendências de consumo do público da farmácia. Dessa forma, a farmácia magistral tem uma quantidade ideal de insumos, o que evita desperdícios na etapa de escolher insumos farmacêuticos. Assim, há economia de produtos e recursos financeiros. Da mesma maneira, garantia no equilíbrio da produção de manipulados.

Outro ponto que o farmacêutico deve se atentar é nas datas de validade. Portanto, deve seguir o procedimento de separação dos insumos com prazo de validade próximo e planejar seu descarte. No caso de dúvidas, recorra sempre a ANVISA que possui todas as normas atualizadas.

Como você viu, a gestão de estoque é fundamental para uma farmácia magistral. Leia neste artigo como fazer essa gestão e os benefícios que ela proporciona para o empreendimento!

 

Referências: ANVISA e Portal Educação

Comentários no Facebook

topo