Como diferenciar atenção e assistência farmacêutica?

atenção farmacêutica

As práticas da atenção farmacêutica e assistência farmacêutica englobam diversos aspectos do cuidado com a saúde da sociedade. Com processos diferentes, cada uma afeta a farmácia e a maneira como é orientado o uso de medicamentos. Dessa forma, ambas possuem conceitos próprios definidos em legislações. Assim como desenvolver a atenção farmacêutica na farmácia é diferente da assistência.

A começar pela assistência farmacêutica, sua resolução nº 338 de 06 de Maio de 2004, do Conselho Nacional de Saúde, a define como sendo o conjunto de ações que promovem, protegem e recuperam a saúde, tanto individual quanto coletiva, em que o medicamento é o insumo essencial. Da mesma maneira, há ações voltadas para o acesso ao medicamento e seu uso racional. Assim, envolve a pesquisa, desenvolvimento e produção de medicamentos. Além disso, a seleção, dispensação e demais processos posteriores para a otimização do seu uso.

Já a atenção farmacêutica é uma atuação específica do farmacêutico. Nela, o profissional orienta sobre o uso, dosagem, armazenamento, administração, frequência e horários corretos do uso do medicamento. Portanto, tem como objetivo promover a utilização adequada do insumo, além de detectar e resolver problemas com o mesmo. E assim, garantir ao paciente o efeito esperado com o tratamento de saúde.

Mas como a atenção e assistência farmacêutica funcionam na prática para a farmácia magistral? Continue a leitura para entender melhor!

ATENÇÃO E ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA: OPORTUNIDADE

As características da farmácia magistral já colocam-na à frente no ramo da saúde. Ao manipular um medicamento, feito para as necessidades específicas de um paciente, além de trazer economia para ele, a farmácia promove o uso seguro do medicamento. Assim, a farmácia atua com seriedade e profissionalismo na assistência farmacêutica.

Contudo, é na atenção farmacêutica que ela encontra a maior oportunidade para diferenciação do negócio. Pois, ao prestar esse serviço, a farmácia com a especialização do farmacêutico, realiza a dispensação, revisão da farmacoterapia, manejo de problemas de saúde autolimitados e o acompanhamento do paciente.

Com isso, a farmácia insere uma nova estratégia que promove o cuidado especializado com a saúde do paciente, isso aliado ao aumento de vendas. O que é uma nova fonte de renda em tempos em que a concorrência entre farmácias magistrais é grande, assim como a busca por novos modelos de negócio.

COMO REALIZAR A ATENÇÃO FARMACÊUTICA

Na prática, com a atenção farmacêutica, a farmácia magistral presta cuidados à saúde do paciente que vão além da venda de um medicamento. Inclusive, a atenção farmacêutica tem papel reconhecido na conversa com o paciente sobre o tratamento e uso de medicamento.

Nesse contato, a resolução nº 586/2003 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) dispõe que o farmacêutico pode prescrever medicamentos manipulados que não exijam a prescrição médica – como plantas medicinais, drogas vegetais ou demais categorias aprovadas pelos órgãos competentes.

Portanto, o farmacêutico faz um trabalho de educação em saúde. Ele orienta o paciente sobre o uso correto de medicamentos, possíveis reações adversas, interações e demais informações necessárias para um tratamento de sucesso. E ainda o farmacêutico pode desenvolver uma farmácia integrativa, se ele possuir essa especialização, um bônus a mais para farmácia e paciente.

Mas que técnicas, características e condições precisa conhecer/ter o farmacêutico para implementar a atenção farmacêutica? Vejamos a seguir.

DÊ ATENÇÃO À ETAPA DE COLETA DE DADOS

Para ter sucesso na prestação da atenção farmacêutica, o profissional da saúde deve atuar para solucionar o problema do paciente. Essa atitude não se limita apenas aos ambientes hospitalares, é papel do farmacêutico identificar também formas de resolução para recuperar a saúde e bem-estar do paciente. Sendo assim, o farmacêutico deve ter basicamente estas três ações na anamnese com o paciente:

  • Realizar uma consulta;
  • Verificar quais são os medicamentos em uso;
  • Checar o problema e promover soluções.

Para isso, ele deve utilizar metodologias da atenção farmacêutica e sempre anotar as ações sugeridas ao paciente, assim como os resultados. Posterior à isso, é fundamental que o farmacêutico mantenha um acompanhamento do caso do paciente. Esteja disponível para esclarecer dúvidas que podem surgir do tratamento e indicar como fármaco que o paciente está fazendo uso deve agir em seu corpo. Também deve levar em conta a saúde mental do paciente e sua qualidade de vida.

FAÇA UM PLANEJAMENTO

Implementar a atenção farmacêutica exige que a farmácia siga todas as indicações legais quanto se prepare para oferecer esse novo serviço. Da mesma forma que existem exigências legais para abrir uma farmácia. Além disso, a equipe farmacêutica precisa estar treinada para fazer o primeiro contato, explicar como funciona a atenção farmacêutica, quais são suas vantagens e demais detalhes.

É essencial que o paciente entenda que é o momento para esclarecer dúvidas, conversar com o farmacêutico, entender o tratamento e ter mais segurança quanto a sua eficácia.

SELECIONE OS PACIENTES QUE NECESSITAM

O ideal é sugerir a atenção farmacêutica para os pacientes que realmente têm essa demanda. Ou seja, que apresentam mais particularidades no seu caso clínico, têm muitas dúvidas sobre o tratamento proposto e precisam de um atendimento com o farmacêutico. Além disso, a farmácia já deve definir de antemão se irá cobrar ou não pelo serviço. É preciso também verificar a viabilidade de cobrar e o valor que seria cobrado, o que também demonstra ser um potencial de negócio para a farmácia.

VANTAGENS PARA A FARMÁCIA E PACIENTE

Com a atenção farmacêutica, o estabelecimento pode proporcionar melhorias no atendimento ao público. Consequentemente, há diminuição de problemas no uso de medicamentos, esclarecimento de dúvidas, maior facilidade na comunicação entre farmacêutico e paciente, melhora na qualidade de vida e consolidação de um relacionamento entre ambos.

Da mesma forma, a farmácia também ganha vantagens. Tem maior proximidade com seus clientes, oferece um diferencial, aumenta a confiança na marca e ganha reconhecimento, vende mais produtos e fica mais fácil fidelizar clientes. Além disso, consegue conhecer de perto quem é seu cliente, suas demandas e perfil. Com isso, é capaz de direcionar melhor seus serviços e produtos farmacêuticos. 

Como vimos, a atenção e assistência farmacêutica são duas áreas fundamentais para o mercado farmacêutico. Conhecê-las com profundidade permite à farmácia magistral oferecer dois serviços de qualidade ao cliente

Gostaria de conhecer mais diferenciais competitivos para sua farmácia? Clique aqui!

Observação: Estas informações são direcionadas exclusivamente para farmácias de manipulação. Consumidores finais não devem se guiar por elas.

 

Referências: Revista Pharmacia Brasileira, Portal Educação e OPAS Brasil

Comentários no Facebook

topo