Tipos de colágeno: Quais são eles e para que servem?

tipos de colágeno

Quando o assunto é beleza, muitos clientes vão até a farmácia em busca de suplementos de colágeno. A proteína é famosa pelos benefícios para a pele, proporcionando firmeza e elasticidade. Entretanto, a variedade de tipos de colágeno é expressiva e podem atuar em diferentes partes do corpo.

Principalmente após os 30 anos, o corpo diminui sua produção natural de colágeno. De origem animal, a proteína está presente em tecidos conjuntivos, como cartilagens, ossos, tendões, dentes, veias, pele e também nos músculos e camada córnea dos olhos. Então, imagine quantas possibilidades os diferentes tipos de colágeno podem oferecer, certo? Aliás, o colágeno também pode atuar na melhoria da saúde dos pets!

Aliás, o colágeno representa entre 25 e 30% das proteínas presentes no corpo humano, sendo que cada tipo está em maior ou menor quantidade. Além de que cada tipo atua de maneira diferente. Vamos conhecer a seguir os tipos de colágeno, sua formação e como podem melhorar a saúde! Assim, perceberá uma infinidade de vantagens para oferecer aos seus clientes.

TIPO I

O mais abundante entre os tipos de colágeno, o tipo I é encontrado nos tendões, na cartilagem fibrosa, no tecido conjuntivo frouxo comum e no tecido conjuntivo denso. Este tipo forma fibrilas longas espessas que, organizadas, dão grande resistência aos tendões. Dessa maneira, proporciona suporte para a elasticidade da pele e melhora a saúde das juntas. Também é indicado para a saúde das unhas e cabelos.

TIPO II

O tipo II de colágeno é produzido pelos condrócitos e aparece na cartilagem hialina e na elástica. Sua forma é semelhante ao tipo I, mas possui menor diâmetro. Está presente nos olhos, cartilagem e discos intervertebrais. Assim, o tipo II é uma ótima solução para problemas nas cartilagens e articulações. Entre elas, a artrite, em que o colágeno tipo II ajuda em sua recomposição.

TIPO III

Também em formato fibrilar, o tipo III é o segundo mais abundante e é encontrado na pele, útero, vasos arteriais e intestinos. No entanto, esse tipo é o primeiro a diminuir sua produção natural no corpo. Porém, através da suplementação é fácil repor as quantidades ideias para o bom funcionamento do organismo.

Além das informações acima, é ideal saber como o colágeno pode ser indicado para os clientes da farmácia. Assim como é importante informá-los sobre os tipos de colágeno, também é interessante focar como o colágeno pode ser uma solução terapêutica. Entenda abaixo como como a qualidade de vida dos pacientes pode ser melhorada.

GANHO DE MASSA MAGRA

Também conhecida como massa muscular, a massa magra é aquela que está isenta de gordura. Para quem pratica exercícios, o ganho de massa magra representa mais resistência muscular, tonificação e modelagem do corpo. Dessa forma, o colágeno é fundamental nesse ganho de massa muscular, seja para homens ou mulheres.

CRESCIMENTO DAS UNHAS

Os benefícios oferecidos pelos diferentes tipos de colágeno também se concentram na beleza das unhas. Com a chegada da idade, a produção de colágeno diminui e as unhas podem se tornar quebradiças e fracas. Portanto, é importante repor o colágeno para os níveis adequados. Como resultado, as unhas crescem mais firmes e resistentes.

PROCESSO DE CICATRIZAÇÃO

Nos últimos anos, estudos científicos vem analisando como a cicatrização ocorre e como esse processo pode ser melhorado. Em especial, nos casos de pré e pós-operatório, no qual a pele merece atenção total para que tenha a cicatrização correta. Além de ser um fator estético, também afeta o tratamento médico.

Dessa forma, estudos revelaram que o colágeno tem atuação importante para o sistema imunológico. Ele fornece nutrientes necessários para uma reconstituição tecidual adequada, além de promover uma recuperação mais rápida da pele. O que indica que o colágeno não só atua contra os fatores do envelhecimento da derme.

MENOPAUSA

Esse período na vida das mulheres é caracterizado pela queda na produção de hormônios, o que provoca uma perda da densidade mineral óssea e massa muscular. Assim, as mulheres podem ter seu equilíbrio afetado, sua força, correm mais riscos de fraturas e de perder a destreza para realizar tarefas diárias.

Sendo assim, os tipos de colágeno disponíveis tratam de reverter esse quadro. O colágeno impedirá a perda de massa muscular, pois atua como uma proteína na manutenção da massa magra. Assim, ajuda as mulheres nos momentos pré e pós menopausa.

SARCOPENIA

Durante o envelhecimento, há uma perda natural de músculos, ou seja, um declínio na quantidade de massa magra presente no corpo. Essa condição é chamada de sarcopenia, que também reduz o desempenho muscular e a função motora. Isso gera mais chances de quedas, fraturas e aumento na incapacidade motora. Dessa forma, o colágeno atua para adequar os níveis de massa magra, assim como diminui a gordura corporal. O que corrobora com os tratamentos para a terceira idade.

Agora que você conhece potenciais públicos para os diversos tipos de colágeno, veja como ele pode ser processado para as formulações. Assim como ele pode ser apresentado para o paciente. Como você deve saber, as formas farmacêuticas podem ajudar na adesão ao tratamento, assim como potencializar seus efeitos. Entenda abaixo essas vantagens!

COLÁGENO HIDROLISADO

O colágeno hidrolisado pode ser encontrado em três aspectos: pó, cápsula ou em forma líquida. A apresentação em é a mais popular por ter uma baixa umidade e, assim, manter uma grande estabilidade da proteína (até 5 anos na embalagem).

Entre os tipos de colágeno, este, como já diz o nome, passa pelo processo de hidrólise. Assim, é quebrado em partículas pequenas, o que permite que seja absorvido rapidamente pelo corpo.

Existe uma grande procura pelo colágeno hidrolisado nas farmácias de manipulação, uma vez que melhora a aparência da pele. Além do efeito rejuvenescedor, a suplementação deste tipo de colágeno também traz benefícios para as cartilagens e ossos.

TIPOS DE COLÁGENO: APRESENTAÇÃO DOS PEPTÍDEOS BIOATIVOS

Neste aspecto, o colágeno é altamente hidrolisado e alcança os peptídeos do mesmo – um conjunto de aminoácidos. Sendo assim, este tipo, ou melhor, forma de apresentação, é a que possui maior facilidade de absorção por serem partículas ainda menores.

Portanto, estudos apoiam que o colágeno em formato de peptídeos tem seus benefícios potencializados. Em especial, para combater as rugas e manter a pele hidratada, dando um aspecto mais jovem para a pele. Outras vantagens também foram comprovadas como o fortalecimento de cartilagens e articulações, e até ajudar no ganho de massa magra.

Como vimos, o colágeno está presente em diversas partes do corpo e podem se apresentar em diversas versões. 

Clique aqui para entrar em contato e conhecer mais sobre os tipos de colágeno disponíveis para formulações farmacêuticas!

Referências: Natue, Minha Vida e InfoEscola

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo