Marketing Médico: confira 5 dicas para começar

Hoje em dia, não entender de marketing não é inconcebível para gestores. O mercado de hoje exige algo além de competência: é preciso saber como atrair clientes. E é justamente nessa hora que o marketing médico pode ajudar.

Pode soar estranho ter que entender de uma outra profissão. Mas uma boa notícia é que aplicar técnicas de marketing médico pode não envolver, necessariamente, investimento financeiro. É possível se organizar e, dedicando tempo e carinho a algumas tarefas, colher excelentes resultados.

Uma outra boa notícia é que o marketing tem ferramentas utilizadas por diversos segmentos. Logo, cada vez mais é possível se especializar e obter informações que ajudam na hora de tomar decisões. Por exemplo, segundo o próprio, aproximadamente 77% dos pacientes buscam um médico na internet antes de marcarem suas consultas.

Preparamos ótimas dicas que você pode começar a aplicar agora mesmo na busca por mais clientes. Pode começar a anotar:

1 – Defina seu público-alvo

É a primeira e uma das mais importantes tarefas para o sucesso do marketing médico.

Embora uma clínica esteja aberta para todas as pessoas que a procurarem, é importante saber quem exatamente essa clínica irá atender. Quais são as necessidades primárias dos pacientes?

De acordo com a especialidade ou com os problemas que o profissional responsável pela clínica ou consultório já lidou, e obteve bons resultados, é possível começar a traçar um público-alvo. Para reforçar, de modo simples, o público-alvo são aquelas pessoas cujos problemas serão resolvidos pela clínica.

Os próprios atendimentos clínicos são as principais referências para sua pesquisa de público-alvo. Se são homens, mulheres, qual a idade, atuação profissional, condição socioeconômica, hábitos e interesses, são alguns exemplos dos primeiros itens que podem ser relacionados.

Para o marketing médico, quanto mais você focar em seu público-alvo, maior será a chance de sucesso. Por exemplo, se a especialidade da clínica é ginecologia, é provavelmente mais eficaz anunciar em veículos específicos para mulheres do que em um jornal diário de livre circulação.

2 – Planejamento é fundamental para o marketing médico

Já citamos a importância do foco, não é? Para ajudar ainda mais, estabeleça algumas metas e analise o contexto no qual seu negócio está inserido.

Por exemplo, quantos atendimentos você faz hoje por semana? E qual seria o número ideal de atendimentos? Com esse número em mãos, fica mais fácil pensar quais serão as melhores estratégias.

  • Pesquisar junto a seus pacientes o nível de satisfação em relação ao atendimento e à estrutura da clínica;
  • Oferecer um serviço de comunicação para confirmação da consulta e sanar dúvidas das prescrições;
  • Utilizar uma plataforma ou fazer parcerias para que a consulta de resultados de exames possam ser feitos online;

São algumas ideias que podem fazer parte do seu planejamento.

E mais, entender o mercado também é importante. Quantas clínicas ou profissionais existem na sua região? O atendimento público é eficiente? Ter essas informações em mãos pode trazer excelentes insights.

3 – A presença online deve ser consistente e intuitiva

Uma excelente estratégia para conquistar clientes é através da oferta de informações de qualidade. Ao manter um blog atualizado, por exemplo, além da imagem da clínica, o marketing pessoal do profissional que assina o conteúdo também é desenvolvido.

Ter perfis nas principais redes sociais, como Facebook e Instagram, também é fundamental. As divulgações podem ser feitas com baixo investimento e atingir exatamente o público-alvo desejado. Por isso é tão importante conhecê-los.

Mas atenção: ainda é importante ter um site concentrando todas essas outras ferramentas. Um site responsivo que, de modo claro e fácil, mostre quais são os serviços oferecidos, endereço e formas de contato. Esse é um fator que aumenta a credibilidade da clínica, portanto, um forte aliado do marketing médico.

Atenção e responsabilidade nas informações

Quando o blog for utilizado, é importante que o profissional adote um tom educativo e de orientação. É importante lembrar que existe Conselhos que regulamentam as profissões e a forma de publicidade. Por isso, transmitir sempre informações de qualidade e verídicas é fundamental.

4 – Cordialidade e pontualidade se tornam referências

É necessário ter um mente que pacientes são clientes. Eles vão avaliar o atendimento e irão registrar na internet.

Imagine um paciente chegando a um consultório através de um post informativo em um blog. Ao chegar, o tempo de espera acaba sendo excedido e, para dar conta de todos os atendimentos, o profissional médico talvez não seja tão cordial. Essa sensação será transmitida online à possíveis futuros pacientes. Como falamos inicialmente, quase 80% busca referências online.

Dica: reserve de 2 a 3 horários do dia para primeiros atendimentos. Como esses atendimentos são mais longos e imprevisíveis, podem comprometer o andamento dos agendamentos.

5 – Conscientize seu público

O aumento de buscas sobre temas relacionados à saúde é muito positivo. Significa que mais pessoas estão interessadas em se cuidar. Porém, não é novidade para ninguém que nem tudo que está na internet é confiável.

Ganhar credibilidade com o marketing médico envolve:

  • Não anunciar especialidades que não possui ou tratamentos que sua clínica não realiza;
  • Jamais envolver o nome do profissional ou da clínica com propagandas enganosas;
  • Não publique fotos de pacientes;
  • Cuidado com temas que podem preocupar as pessoas (abordagens sensacionalistas)
  • Nunca realizar uma consulta online;
  • Nunca prescrever um medicamento a distância.

Pelo contrário, sempre lembre seu público-alvo sobre a importância do atendimento médico presencial. As dúvidas geradas pelas informações encontradas na internet podem, inclusive, ser sanadas neste momento.

Viu só, com essas dicas já é possível começar a estruturar o marketing médico de sua clínica. Quer receber dicas como esta semanalmente? Inscreva-se em nossa newsletter!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo