Fatores que prejudicam o sucesso da redução de medidas

redução de medidas

Várias decisões que tomamos no dia a dia afetam nossa saúde. Desde a maneira como nos locomovemos para o trabalho até o horário em que nos deitamos. Entre os aspectos mais visíveis no corpo, e o que está mais atrelado á saúde, está a manutenção de peso. Por outro lado, a redução de medidas é um desafio, que depende de vários fatores para a obtenção dos resultados desejados.

Apesar da prática de exercícios e boa alimentação serem informações amplamente divulgadas, não são hábitos da maioria dos brasileiros. Segundo o Ministério da Saúde, mais da metade da população está acima do peso, ou seja, mais de 100 milhões de pessoas. E a obesidade é realidade de um entre cinco brasileiros.

Dessa maneira, muitos pacientes buscam fórmulas e receitas para a redução de medidas. Entretanto, a maioria já tentou famosas dietas, sem encontrar um resultado efetivo. A resposta pode estar em evitar alguns hábitos que afetam a perda de peso. Vamos conhecer quais são eles!

MÁ ALIMENTAÇÃO

Que a alimentação é fator-chave para conseguir o emagrecimento não é novidade. Uma das principais vilãs são as comidas rápidas, conhecidas popularmente como fast-foods. A rotina atribulada é um dos motivos para escolher comer fora de casa e para optar pelos famosos fast-foods. Mas, nesse caso, o ideal é fazer uma organização das suas refeições.

Dessa forma, quem tem muitos compromissos, pode preparar as comidas da semana previamente. O que contribui diretamente para a redução de medidas, pois garante uma alimentação saudável, com alimentos frescos e de baixa caloria, como por exemplo, legumes e frutas.

Outro ponto é que as comidas rápidas industrializadas contêm ingredientes que prejudicam a saúde. Entre eles, conservantes, aditivos químicos, corantes e glúten. Esses componentes, além de engordar, podem desencadear doenças como diabetes, pressão alta, câncer entre outras.

QUANTIDADE INSUFICIENTE DE ÁGUA

O corpo é composto mais de sua metade por água. A hidratação está ligada ao emagrecimento, além de ser fundamental para o corpo manter suas funções regulares e, assim, preservar a saúde. Pesquisas recentes mostram que beber água entre as refeições promove uma saciedade maior.

A água é essencial para manter o metabolismo funcionando corretamente. Para quem ainda não compreende, manter o metabolismo funcionando adequadamente é indispensável quando se busca emagrecer ou a redução das medidas.

O metabolismo, com a ajuda da água, age eliminando as gorduras e, assim, promovendo não só a redução das medidas, mas bem-estar geral.

Além disso, a água assume papel central nos processos fisiológicos. Na digestão, por exemplo, ela atua como parte do suco digestivo, substância que se faz fundamental no processo de quebra, absorção e excreção dos alimentos que consumimos.

Sem o consumo de água adequado diariamente, podemos comprometer o processo digestivo e, assim, prejudicar a redução das medidas.

O ideal é que consuma, segundo especialistas, no mínimo dois litros de água por dia.

ANSIEDADE

Pessoas ansiosas tendem a usar a alimentação como uma válvula de escape. Portanto, na hora de comer, a sugestão é se alimentar devagar, mastigando bem. Essa prática permitirá ter maior saciedade.

Outra opção que pode estar associada à dica acima é o uso de ZEMBRIN®. É um nutracêutico natural, capaz de reduzir a ansiedade e o estresse. Ambos sintomas estão ligados à compulsão alimentar. E uma pequena dose diária de ZEMBRIN® já promove resultados positivos, comprovados cientificamente.

MÁ QUALIDADE DO SONO

Uma boa qualidade de vida também está ligada a uma noite de sono tranquila. Estudos demonstram que pessoas que dormem menos de seis horas por dia, produzem mais o hormônio grelina. Ele é o responsável por aumentar o apetite, em especial por alimentos de alto valor calórico.

A redução de medidas também é afetada por horários de sono confusos. Por exemplo, trocar o dia pela noite com frequência ou tomar bebidas estimulantes após às 17hrs. Diante disso, o ideal é criar o hábito de dormir sempre nos mesmos horários. Reserve ao menos meia hora antes de dormir para o relaxamento. Se desconecte de celulares e computadores, baixe a iluminação e relaxe.

REDUÇÃO DE MEDIDAS X EXERCÍCIOS

O conselho é velho: praticar exercícios para perder peso. É comum ouvir histórias de pessoas que não conseguiram emagrecer, apesar de fazerem exercícios. Entretanto, nem sempre elas possuem um acompanhamento profissional.

O papel de um profissional traz vários benefícios. Além de uma rotina física montada de acordo com seus objetivos, há o acompanhamento dos resultados. Assim como o profissional monitora se os exercícios estão sendo executados da maneira correta. Além disso, diminuem as chances de lesões ou problemas na saúde.

SEDENTARISMO

De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde, o Brasil é líder mundial em sedentarismo. E isso é preocupante, sobretudo quando se tem como objetivo a redução das medidas.

Diz-se que uma pessoa é sedentária quando ela não é capaz de gastar no mínimo 2.200 calorias por semana a partir de atividades físicas, como correr, caminhar, malhar, nadar entre outras.

Vale ressaltar, conforme o Ministério de Saúde, que o sedentarismo está relacionado a 14% das mortes no Brasil.

Uma forma de se motivar a praticar exercícios físicos é imaginar que eles poderão melhorar, e muito, a sua qualidade de vida e garantir o alcance dos objetivos em relação às medidas ideais.

DISBIOSE AUMENTA O PESO

A disbiose consiste em um desequilíbrio da flora bacteriana intestinal, a qual é capaz de provocar a redução da capacidade de absorção dos nutrientes pelo nosso organismo, de modo a gerar carências nutricionais no individuo.

Segundo especialistas, “o desiquilíbrio em questão é causado pela diminuição do número de bactérias boas, que possuímos em nosso intestino e aumento das bactérias ruins.” Esse fato pode gerar o aumento de peso e o comprometimento de resultados positivos em relação à redução das medidas.

Uma forma de combater esse problema é adotando uma alimentação saudável, rica em fibras e probióticos.

CONSUMO DE CLASSES MEDICAMENTOSAS

Alguns medicamentos auxiliam no processo de cura de um problema de saúde, mas também são capazes de contribuir para o aumento de peso, como são o caso dos anticoncepcionais, corticoides e antidepressivos, por exemplo.

Uma saída para evitar os medicamentos que engordam é adotar um estilo de vida saudável, que seja capaz de cuidar não só de sua saúde física, mas também mental, como: praticar exercícios físicos, ter lazer e vida social; consumir alimentos saudáveis etc.

Outra dica é o uso de ingredientes naturais, que podem contribuir para a preservação de sua saúde. Um bom exemplo é o Slendacor™, com ingredientes seguros que atuam na redução de medidas por meio da aceleração da destruição de gordura dentro das células. Além disso, o nutracêutico também inibe o acúmulo de gorduras, melhorando os níveis de colesterol e glicose no sangue. O nutracêutico ainda acelera o gasto energético, regulando o distúrbio metabólico e acelerando a redução de medidas naturalmente.

Todavia, vale dizer que o Slendacor™ não atua sozinho, o que significa que deve-se mudar o estilo de vida, adotando-se hábitos saudáveis, em prol da saúde e bem-estar geral.

Vale salientar, que um dos principais motivos pelo qual uma pessoa ganha peso com maior facilidade, é justamente pelo acúmulo de gorduras, situação que também pode prejudicar a sua saúde. Dessa forma, podem surgir problemas como o entupimento das artérias, que por sua vez, pode levar a outras patologias, como um acidente vascular cerebral.

Lembre-se de manter hábitos saudáveis o máximo possível. Seu corpo é o seu maior patrimônio. A saúde é um bem precioso e necessário.

Gostou do nosso tema de hoje? Receba mais conteúdos relevantes como esse, assine nossa newsletter!

Powered by Rock Convert

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo